Exposição de Pintura em Azulejo por Geraldo Teixeira

Exposição de Pintura em Azulejo por Geraldo Teixeira

Datas e Locais do Evento

  •   3 a 18 Junho
    De 3 a 14 de Junho
    - Segunda a Sexta: 10h às 18h30
    - Sábado das 15h às 19h
    De 15 de Junho a 18 Junho
    - Segunda a Sexta: 10h às 23h
    - Sábados e Domingos: 16h às 23h
  •   Sala Multiusos, Casa Manuel Teixeira Gomes, Portimão

Viagem Plástica de Redescoberta da Azulejaria

Geraldo Teixeira, "homo faber" em pleno domínio do seu oficio, empreende uma viagem plástica de redescoberta da azulejaria através da qual, ao revigorar uma das mais marcantes matrizes históricas da arquitectura luso-brasileira. Geraldo Teixeira (1953) vive e trabalha em Belém, Brasil.

O Azulejo é sem dúvida um dos mais expressivos e tradicionais elementos da arquitectura colonial portuguesa e há muito que vem sendo restaurado (em amplo sentido) nos campos da arquitectura e das artes plásticas contemporâneas. Além das suas propriedades intrínsecas como revestimento "termoimpermeável", os azulejos revelaram-se como requintado recurso estético a ornamentar a pele da arquitectura de muitas cidades luso-brasileiras. Do ponto de vista histórico o azulejo é reconhecidamente uma relíquia do património cultural arquitectónico, mas, com efeito, é exemplar a sua aplicação na arquitectura contemporânea como suporte adequado à experimentação plástica de muitos artistas actuais.

 

uauers Algarve